Preparação para o nascimento

Fisioterapia de preparação para o nascimento

Está grávida? PARABENS! A partir de agora vai viver um ritual de amor. Apesar da alegria de sentir um ser crescer dentro de si, uma série de questões poderão assola-la. Embora vivamos numa era em que a informação é de fácil acesso, esta muitas vezes torna-se excessiva, demasiado técnica e complexa, desmobilizando o casal grávido mais motivado, ou tão ligeira que nada acrescenta ao saber comum.

Neste âmbito, a Preparação para o nascimento engloba uma intervenção educacional com os seguintes finalidades:

  • Informar sobre as alterações físicas e emocionais inerentes à gravidez e ao pós parto;
  • Definir estratégias para lidar com alguns desconfortos inerentes à gravidez como cãibras, dores nas costas, inchaço, perdas de urina, enjoos, cansaço, entre outros;
  • Destrinçar sinais de alerta e sinais de parto e que a atitude tomar perante cada um deles;
  • Referenciar os diferentes tipos de parto assim com as fases que o constituem;
  • Referenciar os tipos de analgesia (epidural, geral), suas vantagens e desvantagens;
  • Analisar a alimentação durante a gravidez e durante a amamentação (importância de determinados alimentos e supressão de outros);
  • Dar a conhecer o papel do pai durante as diferentes fases;
  • Ajudar a criar os primeiros laços afectivos com o bebé antes e após o nascimento;
  • Aleitamento materno: vantagens, cuidados com a mama, resolução de possíveis complicações, posicionamentos vs alimentação artificial;
  • Esclarecer os cuidados básicos do bebé (cuidados com o cordão umbilical, banho, fralda, o sono e todas as novas rotina)
  • Orientar a mãe nos cuidados consigo própria após o parto (estratégias para a recuperação do peso inicial, prevenção da incontinência urinária entre outros;
  • Recomendação de actividade física adequada;

A quem se destina?

Grávidas a partir das 26 semanas de gestação. O pai é sempre bem-vindo ou qualquer acompanhante que a futura mamã escolher (de preferência quem a acompanhar ao longo de todo este período).

Grávida de risco?

Fale com o seu médico, se este autorizar, venha as nossas aulas que não vai fazer “ginástica”.

  • 1